Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 12 de julho de 2009

Se ama uns, por que come outros?





Hoje eu vou abrir um espaço para falar de um assunto importante: Vegetarianismo.

Ontem eu estava no shopping com meu namorado e minha amiga. Meu namorado é vegetariano e minha amiga não, mas deseja ser. Eles passaram uma parte da tarde alegando que as plantas também sentem, e que eu sou igualmente má por comê-las, e que não é justo comer uns e não comer outros. É justo amar uns e comer outros?

Cheguei em casa e me enriqueci com informações para ter argumentos contra eles. O meu namorado achava que não comer carne para evitar o sofrimento dos animais não é uma desculpa suficiente e plausível, porque as plantas também sentem.

Ok. A vida é cruel. Precisamos nos alimentar de outros seres vivos para sobreviver... Seria legal se todos nós pudessemos fazer fotossíntese, nem precisaríamos comprar comida.

É comprovadíssimo que humanos podem viver sem carne e derivados de animais, mas é impossível viver sem as plantas. Se a desculpa de alguns onívoros é que humanos precisam da carne por natureza, essa já esta descartada. Então, por que causar sofrimento aos dois? Ou melhor, aos animais não-humanos, já que plantas não sofrem. Plantas não têm sentimentos, sistema nervoso central, e não criam afeto por você.

Sim, ainda assim são seres vivos. Mas será que é justo então causar sofrimento àqueles que realmente podem sofrer? Será que isso é ético? Matar uma pessoa é ético? Não. Animais não-humanos são como pessoas, eles apenas não têm polegar opositor e não podem falar e pensar, e por isso precisam estar sob nossos cuidados.

Humanos destroem o planeta, roubam e não sentem pena daquelas crianças pobres na África ou das crianças marginalizadas no Brasil. Bichos amam seja quem for, de que cor for, de que sexo for, de que classe social for.

E por que as pessoas não enxergam isso? Uma palavra: Capitalismo. Se o mundo conhecer a verdade a industria de carne vai falir, por isso a verdade é escondida.

Mesmo quando a verdade é mostrada a um onívoro ele reluta em enxergar. Carne é bom, é um capricho. Na hora de saborear um suculento McDonalds ninguém pensa no quanto aquela vaquinha sofreu, e no quanto você está sendo anti-ético!

Há mais de um ano eu acharia isso papo de uma vegetariana chata e fanática, mas hoje eu vejo como a verdade. Quero que todos saibam a verdade e experimentem compartilhar da dor de uma vaca ao perder seus filhotes para ser sugada o dia todo por uma máquina de metal, e da dor de um filhote ao ser separado de sua mãe para ser tratado como um produto de prateleiras.


Tá, mas o que esse texto está fazendo aqui?

Esse blog é para bichos em geral, é para a nossa vida com os outros animais, para pessoas que AMAM esses outros animais. Pensem.

Essa é a minha história e como Belinha mudou minha maneira de enxergar a carne.

3 comentários:

  1. Obrigada, Larissa! :)
    Eu também virei vegetariana por causa de uma bolinha de pêlos.
    :*

    ResponderExcluir
  2. olá,ainda não sou vegetariana,mais quem sabe um dia.É bom saber que há pessoas como você!
    Eu amo muito todos os animais em especiais!
    :)

    ResponderExcluir
  3. os cães...Um dia farei um grande canil para abrigar todos os cães necessitados!...
    :)

    ResponderExcluir