Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Mel & Eu

Meu nome é Dóris Dias dos Santos, nascida no dia 20 de Junho de 1994. Ok, vou direto ao assunto pois não vim aqui falar de mim, e sim da minha querida, linda, e diabólica ex-cadelinha: Mel. Ela não era uma das melhores cadelas do mundo, se duvidar a pior depois do Marley*, mas eu a amava muito (apesar de tudo). Quando a ganhei, no dia 11 de Outubro de 200(e alguma coisa, acho que 5), pulei de alegria porque minha mãe, até o momento, não queria me dar um cachorro. Eu estava descendo do transporte escolar, quando um filhotinho de cachorro veio correndo frenetica e energicamente - loucamente também - na minha direção. No momento em que Mel pulou em cima de mim, pensei em voz alta: 'De quem é esse cachorro doido?' E em seguida minha mãe respondera: 'SEEU!' Lembro-me como se fosse hoje, o quanto eu abracei e beijei minha amada mãe. E o quanto eu gritei também. Bom, depois desse dia eu e minha família fomos marcados por xixis, cocôs, fugidinhas para cruzar com outros cachorros de rua, fugidinhas... Nunca pensei que um Fox Paulistien fosse tão enérgico, e acho que Mel era a mais enérgica de todos eles. Isso meio que me assustava um pouco. Não só a mim mas também a todos os meus amigos (ou qualquer um) que ela "atacava". Era muito engraçado quando eu falava: 'PEGA MEL!' Saiba que era a morte súbita da pessoa que ela corria atrás. Mas raramente ela mordia, só corria atrás. E quando o perseguido corria, ela só arranhava. Uma das vítimas de Mel, a qual o nome eu faço questão de citar, é Amanda. Melhor amiga ingênua e tola se arriscou a correr. Pobre Amanda... Mas não foi tão grave. Arranhões na perna foi o máximo. E o trauma que ela adquiriu da minha querida e danada cachorrinha. Isso só foi uma, das grandes aventuras de Mel.
Quando íamos à praia, ela corria de um lado para o outro feito uma louca. E quando entrava no mar era ainda pior, pois quando ela saía, se esfregava na areia de um modo que quem não a conhecesse, diria que estava tendo uma convunsão.Ela tinha até um irmão que morava pertinho da minha casa. Ele era da minha prima, sendo que sempre brincávamos juntos. Sim, os quatro. Pena que ele morreu. Todos ficamos muito tristes com sua morte. Inclusive Mel.
Bom, Mel foi, com certeza, a melhor cachorra que eu já tive porque os meus cachorros anteriores, não gostavam muito de mim e nem eu deles. E quem de fora nos visse, diria que nós nos odiávamos porque sempre andávamos brigando. Ela subia na minha cama, fazia xixi e cocô no meu quarto, eu gritava com ela, ela latia a noite toda quando a eu deixava de castigo, dávamos tapas, ela arranhava a porta, enfim... Era uma cadela bastante vingativa. Mas nos amávamos muito. Pena que ela foi embora para outra cidade... Mas lá ela está melhor, pois tem mais espaço pra correr livremente pelos campos. Não tenho recebido muitas notícias dela, mas onde quer que ela esteja, quero que esteja imensamente feliz pois é isso que sempre desejei para ela. Te amo muito, minha linda e eterna Fox Paulistien enérgica e louca, Mel.

*Marley, cachorro protagonista do best seller Marley & Eu, conhecido como o pior cão do mundo, segundo seu dono e escritor do livro.


Dóris Dias



Comentários do blogger

ahh Lari, ta arrebentando, sabee? adoreii a historia de Doris..

Juliana | 05-02-2009 11:20:51

Lari, valeu!^^ E eu acabei esquecendo de postar no meu blog, vou consertar agora, mas assim.. você tem que postar esse selo e junto com ele colocar cinco manias/vicios seus + 5 blogs que receberão o selo também! Beijos! ^^

Mariana | Email | Homepage | 02-02-2009 00:13:42

Oi! Tem um selo para você no meu blog, isso pode parecer estranho já que nunca comentei aqui, mas é que o seu blog está muito legal!^^ www.estoufreak.blogspot.com

Mariana | Email | Homepage | 01-02-2009 22:53:54

Nenhum comentário:

Postar um comentário